Paraíso

Paraíso

Seguidores

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Respeitar os idosos é aceitar o próprio futuro

Respeitar os idosos é aceitar o próprio futuro

.

É bom lembrar que vivemos um tempo em que ninguém quer envelhecer: usamos todos os recursos para maquiar a idade e temos bons motivos para isso. O velho não é bem-visto -nem sequer é visto- pela sociedade. Quem tem mais de 50 anos tem dificuldade para arrumar emprego, encontrar um parceiro quando está sozinho, ter um programa de lazer adequado e ser respeitado pelas crianças e pelos jovens. A palavra "coroa" deixou de ter um sentido carinhoso e passou a ser pejorativo. Ofende-se quem é chamado de "coroa", mas a mesma pessoa pode sentir-se orgulhosa quando o adjetivo escolhido.

Recentemente, pudemos ler a seguinte nota na revista "Veja": "Bruna Lombardi estrela a edição de março da revista "Vip" disposta a provar que uma cinquentona, com a genética e os ângulos certos, pode continuar a ser considerada mulher". O recado social é claro: depois dos 50, perde-se a humanidade e a cidadania. Se não admitimos envelhecer, faz sentido ignorar que é preciso ensinar crianças e jovens a respeitar os idosos.

Escondido até na denominação "terceira idade" ou "melhor idade"- não é apenas uma questão de bons modos. Respeitar o idoso é reverenciar a experiência de vida, o conhecimento, a sabedoria acumulada de quem viveu e aprendeu, de quem sofreu, de quem tem um passado e uma história, de quem colaborou com a construção desse mundo e de quem deu a vida a quem hoje é jovem. Respeitar o velho é preservar nossa memória, aceitar o futuro e reconhecer o passado.

Temos um problema: a população brasileira envelhece, e os dados do censo são prova disso. Que contradição é essa que nos faz cegos a essa realidade? Ensinar e estimular crianças e jovens a conviver com os idosos pode ser positivo para ambos: aos mais novos, para que aprendam sobre a vida e a importância dos vínculos afetivos e dos compromisso assumidos, e aos mais velhos, para que ganhem um sopro de alegria, de entusiasmo, de esperança.

Sobretudo, o lugar destinado ao idoso em nossa sociedade se expressa na educação dos jovens através da família e educadores. Temos, no mínimo, um motivo bem egoísta para ter mais cuidado com essa questão: vamos envelhecer. Por isso, devemos valorizar os idosos, respeitando-os em todos os aspectos, que a lei, a ética, a moral e o senso de humanidade determinam.

5 comentários:

manuella disse...

eu acho isso errado..
sabe porque?
os idosos são pessoas igual agente naum importa ser idoso importa ter caracter de respeitar e ser respeitado por tanto devemos repeitar os direitos dos idosos
imagine!!!!!
quando voce ficar velho voce vai querer ser respeitado então para isso devemos prever o futuro como voce quer ser respeitado se quando voce era adolescente voce não respeitou aquela velhinha ou aquele velhinho.....
pensou agora???
vaoms respeitar os velhinhos não é;;
seja um adolescente coompreecivivel
respeite os mais velhos.

Andrezza disse...

massa demais gaad.
tipo que quando eu li voce me fez mudar de opiniao e existe pessoas que nao concorda com isso ,mais sinceramente pra mim elas estao erradas, pois,elas um dia vao ser idosas e vao querer ser respeitadas e vao se arrepender de nao ter concordado com sua opiniao.logico todo mundo tem que ser respeitado,crianças jovens adultos e idosos ....mas os idosos tem que ter mais uma atençao privilegiada!
beijinhoo :)

Gabriel disse...

é isso ai temos que ter cuidado com os idosos temos que ter o maximo de preocupação com eles.

"O Rico faz o que convém, o Pobre, o que gosta..." disse...

ISSO TUDO E UMA GRANDE BESTEIRA.
RESPEITE QUEM TE RESPEITA!
ATÉ PORQUE AS COISAS NAO SAO IMPOSTAS E SIM CONQUISTADAS!!!

Consultora em Educação disse...

Como conviver com o idoso

Ivone Boechat (autora)

1- Nunca pergunte a um idoso: qual é o segredo de viver tanto assim? Porque a pessoa não vai lhe convencer ou vai dizer que não sabe a resposta. Quem vai adivinhar como se vive anos e anos, com tanta virose, corrupção, mentira, tapeação, bala perdida, exploração... ruindade!
2- Nunca telefone ou visite um idoso entre 12:00h e 16:00h. TODO idoso gosta de descansar nesse período sagrado.
3- Jamais conte um problema ao idoso. Ele vai poder ajudar? Também não seja o problema do idoso: é covardia. Ele não vai ter como se defender.
4- Nunca interfira na decisão do idoso: se ele decidiu ser enterrado ou cremado. Não fique reclamando do preço da cremação, do túmulo..Nem fique agourando e perguntando o que a família deve escrever por cima do túmulo.
5- Nunca diga ao idoso: essa história você já me contou dez vezes. Diga a ele que a história é interessante e o ajude a resumi-la. Ele vai entender que a história é conhecida!
6- Não estimule o idoso a se lembrar de um fato que lhe cause sofrimento. Desvie sempre a tristeza para o lado bom de tudo.
7- Não explore a disponibilidade do idoso, lembre-se que ele já trabalhou muito e hoje não tem mais resistência, saúde e vigor para tomar conta de problemas e cachorros... dos outros. Deixe em paz o cartão bancário com o pagamento da minguadíssima aposentadoria. Vai à luta!
8- Mude o canal da TV quando o assunto é desgraça!
9- Ao visitar o idoso, leve algo que lhe faça bem à saúde: boa conversa, estímulos, boas notícias... palavras cruzadas, linha para crochê... uma fruta que ele possa consumir... um livro. Nas festas de aniversário e Natal, seja criativo! Chega de tanto pijama e chinelo.
10- Lembre-se: a pessoa idosa tem todo direito à felicidade e não vai ser você que vai atormentar os derradeiros dias da vida de ninguém. Exercite a gratidão, o perdão, a solidariedade e chega de despejar lixos de traumas, tristezas antigas e carências na caçamba que a vida cismou de colocar na porta de quem lutou tanto para resistir às intempéries.